Menu Fechar

O Templo da Magia e Cura

Templo da Magia e Cura

Os fundamentos do Templo da Magia e Cura são vivos, dinâmicos e supra-religiosos, e tem por base a síntese dos conhecimentos, a sabedoria e as práticas das diversas religiões e caminhos espirituais, atuais e ancestrais, que assentem na Luz, no Amor, na Força de Deus e da Deusa, e no respeito por todos os Seres, especialmente pela Terra, pelo Homem e pelos reinos animal, vegetal e mineral.

Os fundamentos do Templo da Magia e Cura definem magia como todo o ato intencional de manipulação de energia através da Vontade e do Amor, com a finalidade objetiva e específica de criar algo benéfico e positivo, ou de modificar o estado energético de algo negativo em positivo, de desarmonia em harmonia. No Templo, os Serviços de Magia são designados universalmente como Mana Hana.

Os fundamentos do Templo da Magia e Cura definem cura como todo o ato intencional de manipulação de energia através da Vontade e do Amor, com a finalidade objetiva e específica de eliminar toda e qualquer doença ou desequilíbrio, seja do foro espiritual, mental emocional ou físico.

No Templo, os Serviços de Cura são designados universalmente como Ola Hana. Os Ola Hana expressam-se em dois Círculos: o Círculo Rakí, onde se executa o Ola Hana Noa, conhecidos como  Serviços de Cura Ordinária, e o Círculo Hikíná, onde se faz o Ola Hana Nui, conhecidos como  Serviços de Cura Extra Ordinária, onde se trabalha especialmente com a desobsessão espiritual e é feita a elevação das entidades obsessoras de volta ao Amor e à Luz de Deus e da Deusa.

No Templo da Magia e Cura, toda a intenção de manipulação da energia para magia ou cura está sempre alicerçada, centrada e focada na Luz, no Amor e na Força de Deus e da Deusa, com um propósito e objetivo positivo, e no profundo respeito pelo livre-arbítrio.

Os serviços, ritos, rituais e cerimónias espirituais e de culto utilizadas pelo Templo da Magia e Cura são, nos seus objetivos e fins, válidas, eficazes e suficientes per se, sendo desnecessárias quaisquer práticas, ritos, rituais, serviços ou cerimónias espirituais ou religiosas de quaisquer religiões, caminhos espirituais ou sistemas energéticos.

O Templo da Magia e Cura tem o apoio das seguintes Hierarquias, Mentores e Entidades:

  • Deusa/Mãe Divina (Shechinah) e Deus/Pai Divino (Yod Hay Vod Hay)
  • Elohim, Ruach Ha Koidesh, Hyos Ha Koidesh, Mahatma, Sanat Kumara e Maitreya
  • Arcanjo Metatron e as Hierarquias Arcangélicas e Angélicas, nomeadamente: Arcanjo Miguel, Arcanjo Gabriel, Arcanjo, Rafael, Arcanjo Uriel, Arcanjo Jofiel, Arcanjo Shemuel e Arcanjo Sandalphon
  • Logos Universal – Mynervah e Melquisedeque, Ordem de Melquisedeque e respetivas Hierarquias Universais
  • Logos Galáctico – Pallas Athena e Melchior, e respetivas Hierarquias Galácticas
  • Logos Solar – Vesta e Hélio, e respetivas Hierarquias Solares
  • Logos Planetário – Gaya e Buda, e respetivas Hierarquias Planetárias, em especial o Ofício do Manu, o Ofício do Cristo, o Ofício do  Mahachohan e os Chohans dos 18 Raios (em especial o 7º Raio e o 14º Raio), o Ashram da Síntese e o Ofício Ecuménico
  • A Grande Linha de Shambhala, composta por toda a hierarquia das Mestras e dos Mestres Ascensionados Planetários, Solares, Galácticos, Universais, Multi-universais e Cósmicos
  • A Grande Linha dos Extraterrestres Crísticos – especialmente os Arcturianos, os Sirianos, os Pleiadianos, os Vegalianos, os Oríonis e o Comando Ashtar – ; a Equipa de Emergência Médica Espiritual e os Médicos de Cura do Plano Astral; Kryon e o Serviço Magnético
  • A Grande Linha do Templo da Magia e Cura, composta pela egrégora de todos os seus membros do plano físico e do plano espiritual aptos e equilibrados para o serviço
  • A Grande Linha do Oriente, composta pelos Mestres, Sábios, Curadores e Magos do Oriente
  • A Grande Linha dos Ancestrais, composta pelas entidades ancestrais e pré-cristãs vinculadas à Luz, à Vontade e ao Amor Divinos
  • A Grande Linha dos Índios, Indígenas e Caboclos, composta pelas entidades de índios, indígenas, aborígenes e caboclos vinculados ao
    Amor, à Vontade e à Luz Divinas. Esta Grande Linha integra, não só os espíritos dos índios brasileiros e sul-americanos (os Astecas, os Maias, os Incas e demais indígenas que povoaram a América do Sul), como também, os índios norte-americanos, os aborígenes e os índios e indígenas das Ilhas do Pacífico (e.g. Havai, Polinésia, etc.)
  • A Grande Linha de Sara Kali, composta pelas entidades de Ciganos vinculados ao Amor, à Luz e à Vontade Divinas
  • A Grande Linha de Oxalá, composta pelas entidades das religiões africanas e afro-brasileiras (pretos-velhos) vinculadas ao Amor, à Luz e à Vontade Divinas.

No que se refere à mediunidade, o Templo da Magia e Cura utiliza a Mediunidade Intuitiva Superior como forma de conexão com as Entidades Mentoras, porque acreditamos, e pela nossa comprovada experiência constatamos, que é desnecessária a Mediunidade de Incorporação para o nosso serviço, dado que o véu que nos separa do Plano Astral e Espiritual tem vindo a ficar cada vez menos denso, sendo cada vez mais fácil aceder a estes planos com menos esforço.

Aliás, foram as próprias Entidades Mentoras que nos fizeram saber de que fazem questão de que seja dispensada a incorporação, porque  elas próprias afirmam que tal é agora desnecessário dada a evolução energética do planeta e do Homem.

Os servidores do Templo são designados Ministros (Kuhina), os quais compõem o denominado Corpo Ministerial do Templo. Qualquer Kuhina de qualquer grau tem a possibilidade de prosseguir a sua formação e o seu desenvolvimento até ao grau mais elevado – o de Kahuna do Templo da Magia e Cura. Contudo, a formação é insuficiente; é necessário que o Kuhina se aplique efetivamente na prática, pelo menos, nos dias de atendimento aos Maï e nas Sessões de Desenvolvimento, com a sua presença e serviço, e aplique os conhecimentos adquiridos na transformação de si mesmo e da sua vida.

Toda a formação será prestada pelo Templo da Magia e Cura e obedece a conteúdos específicos aplicados ao objetivo do Templo e da prestação dos seus serviços aos Maï (utentes dos trabalhos do Templo da Magia e Cura), e é essencialmente prática.

A formação de base a ser ministrada aos Maikaï (candidatos/formandos) é elaborada de forma a abranger os requisitos necessários de forma a possibilitar ao futuro Kuhina toda a capacidade e segurança no desempenho das suas funções. Como há uma hierarquia, criada em função do grau de desenvolvimento dos Kuhina, a formação é sistematizada de acordo com esse mesmo grau.

O Desenvolvimento Inicial tem a duração de 7 semanas consecutivas, com um dia por semana de formação. A conclusão do Desenvolvimento Inicial confere ao Maikaï a capacidade de servir no Puní Aloha e o direito de ser Iniciado e Consagrado com o VI Grau Iniciático, o Grau Akahí. Esta é a formação mínima indispensável para ingressar e trabalhar no Templo, e tem uma comparticipação por parte do Maikaï de 80 euros.

Contudo, no final do Desenvolvimento Inicial, existe ainda o Desenvolvimento Intermédio, que tem  a duração de 5 semanas consecutivas, com um dia por semana de formação, que, na sua conclusão, confere ao Kuhina Akahí a capacidade de servir no Puní Puní e o direito de ser Iniciado e Consagrado com o V Grau, o Grau Loio, e tem uma comparticipação por parte do Maikaï de 62 euros.

Além dos Desenvolvimentos Inicial e do Intermédio, existe ainda o Desenvolvimento Contínuo.

O Desenvolvimento Contínuo, é semanal e contínuo, ou seja, ininterrupto, e tem por finalidade o aperfeiçoamento do Kuhina e a manutenção, em perfeitas condições, dos níveis energéticos e das ligações aos Guias e Mentores do Kuhina e do Templo, e o desenvolvimento do mesmo nos níveis físico, emocional, mental e espiritual. Tem, ainda, por finalidade o desenvolvimento de diversos quocientes ascensionais (e.g. Amor, Luz, Poder, Consciência Crística, Consciência Grupal, Sabedoria, Transcendência do Ego Negativo, Integração, Liderança Espiritual), a fim de se tornar num Ser Humano ascensionado, auto e teo-realizado, ao serviço da Terra e da Humanidade.

O Desenvolvimento Contínuo é gratuito.

A fim de facilitar a formação e o desenvolvimento dos Kuhina, o Templo dispõe de uma plataforma de ensino online de apoio ao Desenvolvimento Inicial, Intermédio e Contínuo dos seus Kuhina, bem como das restantes formações.

São requisitos fundamentais para o Maikaï ser aceite como Kuhina:

  1. Ter mais de 21 anos de idade, exceto para filhos de Kuhina do Templo da Magia e Cura.
  2. Comparência obrigatória nas Sessões de Desenvolvimento, e aceitar ser escalado para os Serviços de Magia e de Cura, respeitando-se necessariamente ausências por:
    • a) Folga de escala;
    • b) Doença;
    • c) Luto;
    • d) Comprovada incapacidade física ou mental;
    • e) Prestação de assistência a familiar do primeiro grau;
    • f) Justificados compromissos profissionais ou académicos;
    • g) Usufruto de um período de férias, estabelecido dentro da razoabilidade, e prévia e atempadamente comunicado à Presidência do templo;
  3. Aceitar ser dispensado dos Serviços de Magia e de Cura e ou do Desenvolvimento quando a Presidência do templo determine que o Kuhina está insuficientemente equilibrado ou não reúne as condições mínimas necessárias para participar em ambos ou em qualquer um deles;
  4. Aceitar a indumentária, a forma de conduta e de apresentação própria do Templo;
  5. Não consumir :
    • a) Quaisquer substâncias que alterem a percepção ou o funcionamento mental, à exceção de medicamentos prescritos por médico;
    • b) Álcool na refeição anterior aos Serviços de Magia e de Cura, e às Sessões de Desenvolvimento;
  6. Renunciar a todas as religiões, caminhos espirituais, práticas, ritos ou rituais religiosos e ou energéticos incompatíveis com os fundamentos do Templo da Magia e Cura;
  7. Deixar de participar nos Ola Hana e Mana Hana como Maï após a sua Iniciação e Consagração Akahí;
  8. Livremente aceitar e cumprir estes requisitos, os Estatutos, a Doutrina e os Regulamentos Internos do Templo da Magia e Cura, e, após a sua Iniciação e Consagração Akahí, continuar a aceitar e a cumprir estes mesmos requisitos.

Os candidatos serão rejeitados se não aceitarem cumprir qualquer dos pontos anteriores.

Notar que, são aceites permutas de serviço entre os Kuhina, desde que seja garantida a qualidade dos serviços prestados aos Maï, e quando estas sejam previamente aceites e autorizadas e definidas pela Presidência do templo.

A candidatura a Kuhina do Templo da Magia e Cura efetua-se por candidatura voluntária do Maï, quer tenha ou não sido dada indicação ao Maï da sua aptidão para o serviço no Templo, aquando da sua visita aos Serviços de Magia e de Cura no templo. Todavia, toda e qualquer candidatura está sujeita à confirmação pelos Mentores e Guias do Templo da Magia e Cura e posterior ratificação pelos Kahuna Nui.

Se a leitura do nosso sítio mexeu com o seu Coração, proporcionando-lhe alegria e vontade de participar ativamente nos nossos serviços como Kuhina do Templo da Magia e Cura visite-nos nos dias dos Serviços de Cura e candidate-se.

Se precisa de esclarecimentos adicionais, por favor contacte-nos através do formulário de contacto ou, se já nos visitou e sente alegria em servir juntamente connosco, inscreva-se no próximo Desenvolvimento Inicial através do seguinte  formulário.